Blog do Marketing

O mundo está em evolução contínua, com isso o comportamento humano se modifica constantemente, o que faz com que as empresas que desejam se manter competitivas no mercado se adaptem às novas necessidades.

Dentro do marketing há infinitas possibilidades de estratégias para se adotar, e é importante entender que não há necessidade de escolher uma em detrimento das demais, é perfeitamente possível aliar diferentes abordagens para atingir os objetivos principais da empresa.

Para ajudar você a conhecer diferentes tipos de abordagens, elaboramos este artigo que vai te mostrar tudo que você precisa saber sobre marketing de conversação.

O que é marketing de conversação?

Esse nome nos leva a pensar que se trata de um marketing de conversa, porém essa conclusão não nos diz muita coisa e acaba não ajudando muito. Pode até parecer que se trata de algo complexo, mas você verá que é uma coisa feita há anos por empresas em todo mundo.

O marketing conversacional tem como objetivo estabelecer uma relação duradoura com os consumidores através de conversas em tempo real e personalizadas. Ou seja, uma possibilidade para que o comprador em potencial esclareça suas dúvidas a respeito de misturadores industriais com uma pessoa real, antes de comprar, por exemplo.

Vemos isso acontecer frequentemente através de ferramentas como bate papo nos sites e contato com o suporte, ou atendimento ao cliente. Com a evolução da tecnologia as possibilidades de prestar atendimento de qualidade e em tempo real aumentaram muito.

Por que apostar em marketing conversacional?

Cada vez mais os consumidores estão em busca de conexão e relacionamento com as marcas, isso requer humanização do atendimento, e por mais que ferramentas de automação sejam importantes, nada substitui a capacidade de análise e adaptação de um atendente humano.

Adotar essa abordagem no seu negócio pode trazer importantes resultados, começando com a obtenção de informações valiosas sobre seu público-alvo que de outra forma provavelmente não iria obter.

Através da análise dos dados dessas conversas é possível identificar quais as principais objeções dos clientes interessados em elevador de carga por exemplo. Com as informações obtidas diretamente com o lead é possível adequar e otimizar as estratégias de marketing utilizadas.

O relacionamento com o cliente, evidentemente, será beneficiado, afinal haverá uma conexão genuína entre consumidor e marca e isso gera impactos diretamente na satisfação de fidelização dos clientes.

Quais plataformas utilizar?

Para fazer essa definição é importante analisar alguns aspectos importantes como: perfil dos clientes, perfil da empresa e disponibilidade de investimento. Afinal, há diversas ferramentas possíveis de serem utilizadas.

Pode-se desenvolver o marketing de conversação focando apenas nas redes sociais, para o caso de empresas com pouca capacidade de investimento, ou então expandir e usar ferramentas comuns para isso, como e-mail, telefone, aplicativos de mensagens.

Quanto maior a disponibilidade de investimento em estrutura e equipe, mais possibilidades de atuação a empresa terá. Sendo sempre importante levar em consideração o meio mais utilizado pelo seu comprador, afinal se você vende caixa de papelão para a indústria, faz muito mais sentido focar em e-mail e telefone do que nas redes sociais para estabelecer uma comunicação.

Agora que você já conhece mais sobre essa abordagem, faça uma avaliação dos processos de sua empresa e verifique possibilidades de aplicar os conceitos do marketing conversacional para obter melhores resultados nos negócios.

Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

Compartilhe