Sem categoria

Os chatbots são ferramentas que visam propiciar um atendimento virtual otimizado, utilizando uma série de mecanismos projetados com inteligência artificial, que busca alcançar um atendimento similar a um ser humano.

Em suma, os chatbots são otimizados com uma série de palavras, verbos e às vezes até gírias, para propiciar um atendimento diferenciado e com mais qualidade, além de sanar dúvidas e coletar informações sem a necessidade da intervenção humana.

Os chatbots e as informações dos clientes

Se você tem uma empresa que fornece datador automático, por exemplo, quanto mais o chatbot é usado pelos clientes, mais vai acumular informações no banco de dados, que poderão ser utilizados como métricas para fins de análises de mercado e também para construção de eventuais campanhas de marketing.

Foi pensando nesse benefício proporcionado pelo sistema inteligente dos chatbots que produzimos uma lista sobre as principais métricas que você, gestor de empresas e empreendedor, precisa acompanhar. 

Quer saber mais? Então siga conosco e boa leitura!

5 principais métricas do chatbot que o empreendedor precisa acompanhar

1. Número de clientes

Certamente a métrica mais importante é o número de clientes que tiveram acesso ao site e sobretudo que interagiram com o chatbot.

Esse número é importante para fazer uma análise comparativa com o índice de conversão de vendas. 

Ou seja, se está tendo muito acesso no website, mas está havendo poucas vendas, é um sinal de que algo está dificultando essa ponte, uma métrica que aponta para a necessidade de analisar o que precisa ser melhorado para que o número de vendas aumente.

2. Taxa de acerto IA

Se o cliente está num site que vende exaustor centrífugo, por exemplo, e inicia uma conversa com o chatbot, pode ser que ele escreva algo que o sistema de inteligência artificial não consiga entender.

O administrador terá acesso sobre a taxa de acerto que o sistema do chatbot conseguiu obter. 

Se a taxa estiver abaixo das expectativas, é importante chamar um gerenciador de sistema para buscar maneiras de atualizar o sistema para proporcionar um melhor atendimento digital. 

3. Taxa de transbordo 

Todo o sistema de chatbot proporciona algum comando em que o cliente poderá solicitar atendimento humano, substituindo o atendimento da inteligência artificial.

Essa taxa é importante para analisar como foi a experiência do cliente. E sobretudo para entender se ele pediu o atendimento humano para finalizar uma compra com mais segurança, ou se ele pediu o atendimento humano pois não conseguia sanar sua dúvida pelo chatbot.

4. Taxa de uso por login

Usar o chatbot com e sem login, são duas coisas distintas no website, o ideal é que o número de interações sejam aproximados.

O login determina que o internauta já tem um cadastro na loja, já quando o usuário não está identificado, significa que aquele contato pode ser o primeiro do cliente, pois se sentiu atraído pela propaganda.

5. Tempo médio de conversa no chatbot

O tempo médio de conversa determina é uma métrica que mostra o quanto seu chatbot está sendo eficiente no processo de atendimento ao cliente. 

Para uma empresa especializada em descarte de lixo eletrônico, por exemplo, isso proporciona um jeito de avaliar o interesse que o cliente teve no sistema de atendimento artificial e até que ponto ele foi efetivo para a conversa entre ambos.

Chega ao fim nosso artigo que falou sobre métricas do chatbot, que o empreendedor precisa acompanhar para buscar meios de melhorar o atendimento e atingir melhores resultados.

Se gostou do conteúdo, compartilhe e continue nos acompanhando para outras dicas de marketing e gestão de empresas. 

Este artigo foi produzido pela equipe do Soluções Industriais.

Compartilhe